fbpx

6 dicas essenciais para otimizar o Controle de Estoque

Fazer o devido controle de estoque é uma das necessidades prioritárias de qualquer negócio. Afinal, depende-se dos materiais contidos no […]

6 dicas essenciais para otimizar o Controle de Estoque

Fazer o devido controle de estoque é uma das necessidades prioritárias de qualquer negócio. Afinal, depende-se dos materiais contidos no estoque para realizar uma infinidade de atividades dentro da empresa. Não fazer um gerenciamento adequado do estoque pode resultar em falhas no atendimento e no processo produtivo, trazendo prejuízos financeiros.

No decorrer do artigo explicaremos quais são os tipos de controle possíveis dentro de um empreendimento e também daremos dicas de como otimizar o controle de estoque.

Quais são os tipos de controle de estoque?

Um aspecto muito importante envolvido no controle de estoque são os tipos de estoque existentes. Há várias modalidades, a depender do tipo de empresa, do fluxo e tipo de atividade, enfim, de uma série fatores.

Os tipos de estoques dizem respeito às variadas formas de se armazenar as mercadorias, a depender de quais tipos são elas e o planejamento de suprimento das necessidades.

Entre os diversos tipos de controle, podemos destacar alguns:

  • Estoque sazonal;
  • Estoque consignado;
  • Estoque de contingência;
  • Estoque inativo;
  • Estoque máximo;
  • Estoque médio;
  • Estoque mínimo;
  • Estoque de proteção;
  • Estoque regulador;
  • Estoque de ciclo;
  • Estoque em trânsito;
  • Dropshipping.

Dicas fundamentais para melhorar o controle de estoque

Para auxiliar você a tornar o seu controle de estoque mais eficiente e inteligente, daremos seis dicas cruciais para efetuá-lo da melhor forma possível. Não deixe de conferir!

1. Faça a padronização dos processos de inventário

É de suma relevância que, além de prestar atenção nas regras de manuseio de cada tipo de mercadoria e das tecnologias utilizadas para efetuar esse controle, você desenvolva uma série de padrões para organizar de forma correta e adequada todo o estoque, facilitando o registro daquilo que entra e sai e a própria retirada das mercadorias do local.

Quando o processo de inventário é padronizado, esses critérios utilizados na padronização irão facilitar e muito o controle. Para isso, uma das coisas que devem ser feitas é a categorização do inventário. Trata-se de uma ferramenta de análise e classificação, muito parecida com a ABC (A sendo mais próximo da saída e C de acesso mais difícil).

A diferença nesse caso é que os responsáveis precisam categorizar os produtos em estoque levando em conta os seus valores e a velocidade de sua rotatividade.

2. Automatize o controle de estoque

A performance da companhia dependerá não somente de fatores internos, mas também de fatores externos, como as tendências apresentadas pelo mercado, as condições econômicas do país, a demanda sazonal e uma infinidade de outros contextos. Tudo isso provocará variações na demanda pelos produtos, fazendo mais difícil prevê-la.

Quando se automatiza o controle do estoque, isso ajuda bastante a traçar uma previsão um pouco mais certeira da quantidade de estoque que precisa ser mantido dentro de um determinado período. Isso se explica pelo fato do software utilizado realizar um cálculo automático.

Além disso, a automatização agiliza consideravelmente as atividades envolvendo o estoque, como registro de entradas e saídas, assim como a procura e verificação da existência de um produto e sua respectiva quantidade.

3. Faça o cálculo do volume de giro

O volume de giro é utilizado para definir a velocidade com a qual o estoque é movimentado em cada período. Com isso, saber-se-á como é o fluxo de venda desse produto e assim conseguir definir o quanto e quando mais quantidade dele deve ser comprado, a fim de sempre haver estoque do produto, mas sem armazenamento além do necessário.

4. Efetue verificações periódicas do estoque

Ainda que se tome todas as medidas preventivas necessárias para manter o estoque em ordem, eventualmente podem ocorrer alguns equívocos nesse processo.

Sendo assim, procure fazer verificações rotineiras no estoque. A frequência dessas inspeções vai depender do produto que está sendo armazenado e dos riscos envolvidos.

5. Implemente um programa de redução de perdas

As perdas de mercadorias é algo relativamente comum, mas que precisam ser evitadas. Uma forma de fazer isso é implementar um programa de redução de perdas. Esse programa implica em uma série de medidas a serem tomadas de modo a acompanhar todo o processo de entrada, armazenamento e saída de um produto.

6. Estabeleça boas parcerias com os fornecedores

Busque dar preferência a um contrato recorrente com bons fornecedores para as suas demandas sazonais. Com isso, você terá acesso a preços melhores, melhor relação custo-benefício e terá ainda mais pontualidade nas entregas.

Efetuando o controle de forma inteligente

Efetuar o controle de estoque de forma inteligente requer conhecimentos e experiências, a fim de que o planejamento seja bem executado, evitando assim que se dificulte a realização do controle ao invés de otimizá-lo.

Precisa de ajuda profissional para realizar o controle de estoque da sua empresa? Entre em contato conosco e conheça nossas soluções personalizadas!

Cadastre-se em nossa Newsletter

Comentários

Deixe um comentário

Digital, Simples e Intuitivo.
A Glavo veio para facilitar.

Inovamos para simplificar a forma como você administra o seu negócio! Tecnologias integradas para automatizar processos e transformar resultados.